Categorias
Moto Passeio

Caminho das Pontes 2020

No último dia 11 de junho, feriado de corpus christ, rolou o tradicional passeio “Caminho das Pontes” que sobe a rodovia GO-116 de Formosa até Alto Paraíso de Goiás.

Posto Flamingo

Foram 13 motos no total: duas BMW 1200GS, duas BMW F800, duas XT660, duas XT600, uma CB500X, uma Lander 250, uma CRF250L e uma XRE190 que se juntou ao grupo em Formosa.

Eu fiz um roteiro alternativo para evitar rodar em asfalto: levei a CRF250L na caçamba até São João da Aliança e desci a serra até a GO-116. Perdi o começo, mas já tinha feito esse trecho em três outras oportunidades.

O ponto de encontro foi o km 83 do trecho de chão, onde costuma funcionar uma vendinha. Cheguei próximo das 11h, no limite do que eu havia previsto, mas os moradores me informaram que não havia passado nenhuma moto por ali – muito menos dez motos! Eu não tinha porque duvidar da informação, já que ali quase não passa veículo algum. Fiquei quase uma hora descansando sob a sombra de uma mangueira e fiz até amizade com o cachorro.

Dog friend

Um grupo de ciclistas se aproximou e logo em seguida chegaram as motos. Ficamos batendo papo e tivemos a sorte de poder comprar algumas bebidas mesmo com a venda fechada. Partimos.

Ficou combinado de reagrupar o grupo em frente à igrejinha. Os pilotos da frente pararam poucos metros após o ponto combinado, enquanto a turma do fundão entrou numa estradinha exatamente em frente à igreja. Detalhe: o grupo de ciclistas seguia no caminho correto observando os perdidos. Logo percebemos o erro e fizemos meia volta.

Este ponto após a igreja é onde a GO-116 foi interrompida por conta da barragem e a estrada precisou fazer um desvio. Seguimos contornando o lago (ultrapassamos os ciclistas) e paramos do outro para fazer o lanche.

Almoço frugal

Continuamos o passeio e, um pouco antes da bifurcação para o município de Flores de Goiás, encontramos com a turma das Royal Enfield vindo em sentido contrário. Eles fizeram outro roteiro vindo de Alvorada do Norte e subiram a serra de São José. Mais tarde nos encontramos de novo no posto de São João da Aliança já retornando pelo asfalto.

Chegamos ao povoado do Forte, um lugarejo que já foi sede de município no século XIX (fonte). Aproveitei para comprar 2l de gasolina por R$ 14,00. Os pilotos das duas XT600 me acompanharam.

Continuamos para o norte até o rio Macacão, que estava com nível de água bem baixo. Aqui a estrada vira para o oeste subindo a serra que termina em Alto Paraíso. Chegamos na cidade por volta das 17:00h, o que permitiu fazer os 70km de asfalto até S. J. Aliança antes do anoitecer. Embarquei a CRF na Saveiro e segui para casa.

trecho de serra próximo a Alto Paraíso de Goiás

E que venham as próximas aventuras!

Abraços, Linhares

Categorias
Moto Passeio

Caminho das Pontes 2012

Depois de oito anos eu parei para editar os vídeos desse passeio antológico! Tá no YouTube. Na verdade, não havia muitos arquivos de vídeo. Juntando tudo deu 5 min. Praticamente foi tudo para o vídeo final.

As fotos que eu demorei muito para organizar. Na época o pessoal carregava câmeras fotográficas e a quantidade de “chapas” era grande. Ano passado eu escolhi algumas e juntei no relato do passeio.

Acrescento aqui algumas palavras do presidente Túlio postadas no fórum do Clube XT600 à época do passeio:

Galera Xteísta só posso dizer uma coisa: Foi bom demais
Sete guerreiros, sete motos, muita lama, tensão, escorregão, aceleração, mas seguimos em diante… Cada um dentro de seu capacete, cada um com seus medos e anseios… Cada um com seus próprios pensamentos…
Mas eramos apenas um, cúmplices por opção, unidos por um ideal.. um pelo outro, todos por um…
Eramos um bloco, que avançamos aos trancos e barrancos, mas unidos…
O que me dá força, é saber que tenho um irmão do meu lado, pronto para me ajudar, me segurar, me levantar…. Demais!!!
Nestes momentos a amizade cresce de modo exponencial, mesmo sem dizer uma palavra, a nossa admiração pelo outro cresce…
Amigos, só posso dizer uma palavra: Obrigado!!

Realmente a parceria fez toda a diferença nesse passeio! Não sei se consegui retribuir a esses colegas que estavam juntos em 2012, mas de lá para cá dei apoio a muitos novatos no off road. E espero ajudar muitos mais!

Abraços, Linhares