Brasília Capital Moto Week 2022

Brasília Capital Moto Week 2022

agosto 5, 2022 0 Por linhares

O motocapital voltou com tudo este ano! De 21 a 30 de julho. O último ocorreu em 2019 e já tinha se tornado um mega evento!

Confesso que não sou um grande fã de encontro de motos, mas o CMW (a galera começou a economizar letra “B” este ano) tá em outro nível! O evento cresceu muito e você sempre acha alguma coisa interessante por lá! A estrutura foi parecida com o de 2019 e a novidade ficou por conta da tirolesa e roda gigante patrocinadas pelo “copo Stanley” e lanchonete “Giraffas” respectivamente.

Eles aproveitam os dias de semana que são mais vazios para promoverem eventos beneficentes. Achei bacana também que o camping foi liberado nas áreas verdes além dos espaços de motoclubes e do camping ville que fica num galpão específico. Havia espaço dedicado para test ride com motos Honda e Royal Enfield que, aliás, estavam com tendas na rua principal junto à Ducati. Outras lojas que me chamaram atenção foram: alforjes Frontside, ADV representando a Givi, Axxis capacetes e a 299 imports.

Patroa em frente ao palco principal

Quinta-feira à tarde, com o pessoal terminando de ajeitar as lojas, eu gravei um vídeo para o Youtube no estilo awesome documentary que descobri há pouco tempo assistindo vídeos de encontros nos EUA. Esse estilo consiste em gravar o cotidiano do evento e na hora da edição dividir os takes em trechos bem curtos intercalados. O fato de não ter narração facilita bastante e o vídeo teve muitas visualizações por conta do evento, eu imagino.

Sábado à noite curtimos show da banda Let’s Rock no espaço do Sem Rumo MC e passamos também na tenda do Lobo Negro. Voltamos rapidamente no domingo pela manhã. Eu tinha a pretensão de tirar uma foto com o Presi mas não o encontrei. Na saída guiamos duas motos do Rio de Janeiro até a orla do lago Paranoá.

No outro sábado eu fui sozinho e gravei mais um vídeo no estilo de documentário. Foquei em elementos que não estavam no vídeo anterior como o test ride da Honda. Aliás, encontrei um mecânico da Voltz e nós trocamos de moto por alguns minutos. Ele curtiu a Africa Twin bem mais do que eu aproveitei a moto elétrica! 😅